Estudantes do curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) promovem, de 6 a 10 de agosto, a Semana de Integração e Resistência, no campus central. Organizado pelo Centro Acadêmico João do Rio (Cajor), o evento está na 13ª edição e tem palestras sobre temas de interesse dos alunos e que não são contemplados pelo currículo acadêmico.

O evento foi criado para lembrar a resistência dos estudantes em 2004, quando protestaram contra o governo do Estado. “A realidade é praticamente a mesma da época, ainda vivemos em uma universidade desmontada, por isso é importante relembrar do que aconteceu”, ressalta Gabriel Miguel Costa, membro da Diretoria de Integração do Cajor.

A semana é aberta a todos os cursos e à comunidade universitária. “Sempre foi difícil ver pessoas de outros cursos participando dos eventos, então decidimos abrir para toda a UEPG, para haver mais movimentação”, diz William Clarindo, membro da Diretoria de Cultura do centro acadêmico. Nesta edição, a semana conta com a participação de alunos dos cursos de Letras e Artes nas mesas de debate.

Conforme a organização, a ideia é tratar um assunto por dia da semana. As palestras acontecem a partir das 9h e na segunda e na sexta, acontecem no Grande Auditório. Nos outros dias, acontecem no Portal Telemidiático, sala A17 do campus central. Na segunda-feira, convidados discutirão o cenário de música independente. Na terça, o tema é feminismo e gênero. Na quarta, o evento discute a questão ambiental, produtos orgânicos e agrotóxicos, com convidados do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Na quinta, a programação é voltada para cultura. Já na sexta, o evento culmina com a palestra "Partidarização da justiça: o caso Lula", com o professor doutor Marcos Danhoni Neves.

Outras informações podem ser encontradas na página do Cajor no facebook.