O livro “Vivências de mulheres no tempo e espaço da pandemia de Covid-19”, organizado por três professoras da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Georgiane Garabely, Joseli Silva e Karina Woitowicz), já está disponível em versão digital e gratuita no site da editora RCV. A professora Karina Woitowicz afirma que a proposta surgiu de uma inquietação em um momento vivido nos primeiros meses da pandemia do coronavírus em 2020. “A gente percebia o impacto que o novo cenário tinha nas nossas vidas, a clareza de que a questão de gênero precisa ser analisada para avaliar a sobrecarga das mulheres no espaço doméstico”, explica.

 

Capa do livro digital, “Vivências de mulheres no tempo e espaço da pandemia de Covid-19”

 

A historiadora e co-autora na organização da obra, Georgiane Garabely, ressalta a importância do trabalho para os estudos de gênero. “O livro é o resultado da potência e da vivacidade dos estudos de gênero, e um significativo registro sobre vivências de mulheres no contexto pandêmico”, diz a professora. As temáticas abordadas na obra enfocam as relações interfamiliares e pessoais, considerando problemas sociais e raciais que colocam a situação feminina no centro do debate.

Joseli Silva, que também participa do projeto editorial, destaca em texto autoral que integra a coletânea as implicações do distanciamento social nas relações raça e gênero. ”A reconceituação da casa traz o sentido de subversão da dominação branca e a necessidade de superação do sexismo nas comunidades negras, a fim de aumentar a solidariedade na luta contra o racismo”, ressalta. Os dados apontados no livro trazem as diferenças das vivências das mulheres pobres e das mulheres pretas em comparação com mulheres brancas ou de classes mais altas no enfrentamento das dificuldades implicadas na pandemia do coronavírus.

A obra traz relatos de pesquisadoras e pesquisadores de vários lugares do mundo como Brasil, França e Bolívia, por exemplo, que foram mantidos na língua original das autoras para a coletânea, expressando a pluralidade dos estudos. De acordo com Karina Woitowicz, a diversidade de lugares e de áreas do conhecimento contribui na obra. “O livro traz uma perspectiva interdisciplinar e que tem em comum a ideia de falar sobre o momento da pandemia pelas vivências das mulheres no cenário analisado”, conclui a professora.

 

Ficha Técnica: 

Repórter: Bettina Guarienti

Foto: Reprodução RCV

Publicação: David Candido

Supervisão: Sérgio Gadini