Protocolos de segurança foram definidos para as escolas, mas os responsáveis ainda se sentem inseguros

Ponta Grossa decretou lockdown entre 18 de março e 5 de abril de 2021 por conta do agravamento da pandemia de Covid-19 no município, que registra média de 200 casos diários neste mês. Por conta disso, as aulas presenciais foram, novamente, suspensas e voltaram para o sistema remoto por meio do programa Vem Aprender da TV Educativa. Em 22 de fevereiro de 2021, Ponta Grossa registrava uma média de 160 casos por dia, quando pais e mães voltaram a mandar seus filhos para as aulas presenciais no começo do ano letivo. Álcool, máscaras reutilizáveis, tapetes sanitizantes e termômetros digitais foram distribuídos nas 152 escolas do município. Cerca de 9 mil alunos voltaram presencialmente; cada escola operando apenas com 35% de sua capacidade.

INFOALTERADO correto 23 março 1

 Mohana Cristine é mãe de duas meninas e está preocupada com a volta presencial das aulas, pois, além dela, a avó das crianças faz parte do grupo de risco. Ela teme que as estudantes possam pegar o vírus na escola e trazer, de forma assintomática, para a casa por não terem noção de como é grave compartilhar brinquedos e materiais escolares. Por conta dessa preocupação constante, cuidados são tomados com a entrada e saída dos alunos, movimentação interna, organização das salas, limpeza e hábitos dos alunos, respeitando principalmente o distanciamento social.

Outras mães estão mais confiantes nas medidas preventivas. Ana Caroline de Souza, por exemplo, relata que não presenciou em nenhum momento aglomerações na escola de seu filho. Segundo ela, os estudantes estão conscientes que não podem ter interação próxima com outras crianças por conta do vírus.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, desde o retorno das aulas presenciais este ano, houve um monitoramento diário em todas as escolas da cidade. De acordo com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Ponta Grossa comunicou que, se forem identificados casos em alguma escola, ela pode retornar totalmente para o sistema remoto, que segue vigente enquanto durar o lockdown.

 

Veja também a reportagem de Tayná Lyra: "Após breve retorno, aulas presenciais são suspensas em Ponta Grossa" 

 

Ficha técnica: 

Repórter: Ana Paula Almeida 

Edição: Larissa Onório 

Supervisão: Rafael Kondlasch, Kevin Kossar e Fernanda Cavassana 

Publicação: Laísa Braga