Foto: Débora Chacarski

O governador do estado Beto Richa (PSDB) esteve em Ponta Grossa na manhã de hoje (25). Estudantes do campus central da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) se dirigiram à Sanepar, local em que o governador anunciou obras de saneamento para 33 municípios da região.

Na palestra “Reformas Neoliberais e o Futuro da Democracia”, que fechou a XII Semana de Integração e Resistência, o historiador e deputado federal Chico Alencar abordou assuntos de natureza política que envolvem o exercício democrático no Brasil.

96572 

Organizações e parlamentares apontam posicionamentos sobre a conjuntura política atual e a possibilidade de eleições diretas.

Foto: William Clarindo

A reportagem do jornal O Globo abalou o Brasil e foi destaque nos principais noticiários do mundo. O The New York Times (NYT) replicou as informações da Reuters, que explicavam a reportagem do jornal brasileiro. Segundo o jornal, mesmo com os escândalos de corrupção acontecendo há vários anos, os brasileiros ainda ficaram chocados com as informações dessa noite. O NYT afirma que, mesmo a delação do executivo da JBS envolvendo várias pessoas, o maior alvo foi o Michel Temer e destaca também as quedas na economia brasileira.

Já o The Guardian, da Inglaterra, apresentou as informações no destaque no site, e enfatizou, além das informações divulgadas pelo O Globo, as manifestações exigindo a saída do presidente do poder. O El País, da Espanha, está fazendo um ao vivo em seu portal na web, acompanhando as informações atualizadas. O portal destaca o afastamento do senador Aécio Neves, seu pedido de prisão por Rodrigo Janot e o eventual processo criminal ou impeachment de Temer.

O jornal francês Le Monde disse que “os dias do Presidente Michel Temer parecem contados” e destacaram as manifestações na Avenida Paulista, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Para o LM O novo episódio da saga iniciada pela “Lava Jato” em 2014 ameaça mergulhar o Brasil num novo caos político e econômico. O argentino Clárin aponta a queda na bolsa de valores brasileira, a forte desvalorização do real, as operações da Policia Federal na manhã de hoje e o possível processo de impeachement. A frase dita pelo presidente – “Você tem que manter isso, hein?” – “coloca as cordas em Michel Temer”.

Após a reportagem do jornal O Globo publicada na web na noite de ontem foram registradas manifestações em todo o país.

Os protestos foram desde “panelaços” e “buzinaços” a pedidos por novas eleições. Em São Paulo, a concentração foi na Avenida Paulista, em frente ao prédio do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Manifestantes exibiram faixas contra o atual presidente enquanto cantavam “olé-olé-olé-olá, Diretas Já!”, fazendo referência ao movimento pela volta da democracia no início da década de 80. A Avenida Paulista ficou fechada até parte da madrugada.

Em Brasília, as manifestações se concentraram em frente ao Palácio do Planalto. Deputados também protestaram: encerraram a sessão em andamento para gritar palavras de ordem. Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Curitiba e Refice também registraram protestos.

Movimentos sociais e grupos de apoio e contrários a Temer já convocaram outras manifestações. A maioria deve acontecer ainda nesta quinta (18) e sexta-feira (19). Em Ponta Grossa, alguns movimentos foram adiados nesta manhã, devido à chuva. O ato “Ponta Grossa exige Fora Temer!” está agendado para as 18h, na Praça Barão de Guaraúna.

*Foto: Coletivo Povo Sem Medo quando reuniu centenas de pessoas para reivindicar a saída de Michel Temer em setembro do ano passado. (Créditos: Douglas Kahl)