A 1° Vara da Fazenda Pública de Ponta Grossa concedeu no início desse mês parecer favorável à ação popular para a invalidação da sessão de tombamentos de imóveis históricos de Ponta Grossa. A sessão que votou o tombamento de cinco imóveis aconteceu de maneira aberta pelos membros do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (COMPAC), no dia 30 de setembro.

A Décima Sexta Edição do Varal das Minas aconteceu no Centro de Cultura no último sábado (16). O Varal é um evento realizado apenas por mulheres para o chamado "desapego". As partipantes vendem pertences que não desejam mais, como roupas, acessórios e artenato. A edição do Varal é realizada pelo menos uma vez por mês. Neste ano, mais de 45 expositoras venderam suas peças.

 

Varal das Minas aconteceu no sábado (16) / Foto: Larissa Onório

Média de casos é de 2,90 por dia e 86 por mês na cidade

Números de ataques por cães abandonados em PG supera a capital | Foto: Marcus Benedetti


Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mostram 2.052 ataques por cães e gatos registrados nas ruas de Ponta Grossa de janeiro de 2018 a setembro de 2019. Segundo relatórios do Corpo de Bombeiros, ocorreram 67 casos de ataques por animais de rua que precisaram da ação dos bombeiros nos últimos 12 meses. Os relatórios mostram que Ponta Grossa é a cidade do Paraná que mais registra ataques por animais de rua, ficando à frente inclusive de Curitiba, com 46 casos, e de Londrina, com 40.

Acontece nessa quarta-feira (23) a entrega das obras na região do Parque Ecotecnológico Professor Sérgio Escorsim. Com uma área de 736 mil m², empresas e entidades de tecnologia poderão se instalar no local para dar forma ao parque. Atividades da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e do Instituto Federal do Paraná (IFPR), por exemplo, serão realizadas no espaço.

Espaço do Parque Ecotecnológico em Ponta Grossa abrigará polos de inovação e tecnologia. Foto: Ana Paula Almeida

Decisão judicial determina que terreno doado irregularmente retorne a posse do município | Foto: Alexandre Douvan

Decisão judicial determina que terreno doado irregularmente retorne a posse do município | Foto: Alexandre Douvan

O que em 2004 parecia ser apenas a doação de um terreno da prefeitura, acabou por se tornar um caso de justiça. Hoje a área pertence ao Clube Colorado, uma instituição privada com associados. Antes da doação, a Associação de Moradores do Jardim Dom Bosco pleiteava a área junto à prefeitura para efetivar a designação social do terreno, mas isso passou longe de se concretizar.