Meio ambiente

Carrinheiros se recusam em trabalhar para associações pela atividade não ser lucrativa com intermediários

A Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis da Nova Rússia (ACAMARU) conta com uma equipe de 19 catadores.

A nova coleta seletiva de Ponta Grossa, implantada em março de 2016, não abrange nem metade dos bairros do município. A explicação dada pela prefeitura é de que não há agentes ambientais o suficiente. Apenas os bairros Centro, Jardim Carvalho, Vila Liane, Jardim América e Vila Estrela são atendidos com coleta de porta em porta. Os materiais recolhidos são levados para as associações de catadores de material reciclável, ac, a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Oficinas (ACAMARO), a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Uvaranas (ACAMARUVA) e a Associação dos Recicladores Rei do Pet (ARREP).

Antes da Conferência, o professor de Geociências, Gilson Guimarães, conversou com alunos do curso de Jornalismo sobre questões relacionadas ao meio ambiente

Na conferência das cidades o eixo de Meio ambiente teve 23 participantes, entre representantes da Sanepar, Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, estudantes Faculdades Ponta Grossa, APAC, UEPG, Fórum das Águas dos Campos Gerais e Geógrafos da região.