A técnica Juciandre Capri treina o PYL FC para o Campeonato Paranaense

Capri passa instruções táticas às suas atletas | Foto: Eduardo Machado

 

Aos 25 anos de idade, Juciandre Capri é a responsável pela quebra de uma barreira no futebol de salão ponta-grossense. Durante toda a história, as beiras de quadras da cidade eram compostas por técnicos homens em equipes masculinas e femininas. Em fevereiro deste ano, Capri se tornou a primeira treinadora a assumir um time de futsal profissional adulto no município e está à frente do PYL FC no Campeonato Paranaense da modalidade. Nos demais times, o cargo ainda é ocupado por homens, como o Operário no futebol, Caramuru no vôlei, NBPG no basquete, PYL FC masculino e Tubarões no basquete em cadeira de rodas. A trajetória de Capri no esporte começou logo na pré-escola, quando jogava com meninos no Colégio Sagrado Coração de Jesus. Jogando em equipe, começou na primeira série, com o técnico Wilson Bian Júnior, no Colégio Marista, onde jogava outros esportes, mas preferiu dar foco ao futsal, atuando em campeonatos ponta-grossenses e Jogos Escolares do estado durante a vida escolar.

A seleção brasileira feminina estreou, nesta quinta-feira (29), no Torneio Amistoso Internacional de Futebol Feminino. Neste ano, entre 7 de junho e 7 de julho, também foi realizada a oitava edição da Copa do Mundo feminina de futebol. Realizada pela primeira vez no ano de 1991, o campeonato aconteceu na França em 2019 e a seleção brasileira foi eliminada pelo país sede nas oitavas de final após derrota por 2 a 1 na prorrogação. No torneio internacional, o Brasil estreia com uma nova técnica: a sueca Pia Sundhage. O jogo foi transmitido ao vivo, mas a visibilidade do futebol feminino na TV não foi sempre essa.

Seleção brasileira feminina disputa torneio internacional; time venceu a Argentina por 5 a 0 na estreia - Foto: Mauro Horita/ CBF

 

A instituição foi destaque nos jogos eletrônicos, categoria acadêmico e salto com barreiras

Desde 2017 sem participar, UEPG garante o 4º lugar geral dos Jogos Universitários do Paraná, com destaque para o título do League Of Legends | Foto: Ricardo Morante/SEET

O 59° Jogos Universitários do Paraná (Jups), realizado entre 17 a 23 de maio em Maringá, contou com a participação de 27 instituições de ensino superior, com 2.063 atletas inscritos, batendo o recorde de participantes. A UEPG, estava entre as cinco maiores delegações, com 110 inscritos, contando com atletas e técnicos, que participaram de sete modalidades, entre elas vôlei e basquete masculino, vôlei de areia feminino, futsal, natação, atletismo e acadêmico em ambas as categorias. A novidade do Jups neste ano foi a implementação do E- Sports (jogos eletrônicos), com a disputa de League Of Legends (LOL) e Fifa (simulador de partidas de futebol).

Equipe do Periódico foi às ruas para saber a opinião do público sobre a Copa do Mundo Feminina.

 

Ficha Técnica
Reportagem: Gabriella De Barros
Imagens: Nadine Sansana
Supervisão: Professoras Angela Aguiar, Paula Rocha e Fernanda Cavassana

 

O clube se prepara para a disputa em 2019 do Campeonato Brasileiro da Série B e para o Campeonato Paranaense da Série A, competição que ocorre no primeiro semestre. Até o momento, a equipe técnica realiza exames com os atletas.